Month: março 2011

Morre ex-vice-presidente da República José Alencar

Morreu nesta terça-feira (29/3), às 14h45, o ex-vice-presidente da República José Alencar, por falência múltipla de órgãos, aos 79 anos, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. O político mineiro lutava contra um câncer na região do abdômen há 13 anos. A informação é do site G1. José Alencar era casado com Mariza Campos Gomes da Silva e deixa três filhos: Josué Christiano, Maria da Graça e Patrícia. Na última das várias internações, Alencar estava desde segunda (28/3) na Unidade de Terapia Intensiva do hospital Sírio Continue lendo

STF: Teto remuneratório e Cláusula de barreira

STF reconhece repercussão geral em mais dois temas Recursos que tratam de teto remuneratório e cláusula de barreira em concurso público foram reconhecidos como tema de repercussão geral pelo Supremo Tribunal Federal. No primeiro caso, é questionado se o teto constitucional deve incidir sobre cada remuneração isoladamente ou sobre a somatória delas; enquanto no segundo será discutido se as cláusulas de barreira dos editais de concurso público, que selecionam apenas os candidatos com melhor classificação para prosseguir no concurso, são constitucionais. Teto remuneratório O governo Continue lendo

AS 12,4 MIL VAGAS QUE O GOVERNO CORTOU

12.413 VAGAS CANCELADAS  Canetada da ministra Miriam belchior torna oficial a suspensão de seleções na administração federal. Especialistas alertam que, ainda assim, medida é insuficiente para conter a alta dos preços  Na tentativa de provar ao mercado financeiro que é capaz de cortar gastos e conter a escalada dos preços, o governo Dilma Rousseff oficializou o cancelamento de concursos públicos e de nomeações e colocou na berlinda, ao menos, 12.413 vagas distribuídas entre seleções previstas e já realizadas. Portaria assinada pela ministra do Planejamento, Miriam Continue lendo

Servidor aprovado em novo concurso não aproveita vantagens do cargo anterior

Servidor aprovado em novo concurso não aproveita vantagens do cargo anterior O tempo exercido por um servidor no cargo de Analista Judiciário – Área Judiciária não lhe dá o direito de assumir o cargo de Analista Judiciário – Área de Execução de Mandados (oficial de justiça) no mesmo padrão em que se encontrava. A decisão é da Segunda Tuma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Aprovado em novo concurso para assumir o cargo de oficial de justiça, o servidor queria ser empossado no final da Continue lendo

Fraudador de concurso de AFRFB tem Habeas Corpus negado

Cola eletrônica Acusado de fraudar concurso tem Habeas Corpus negado O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, negou Habeas Corpus a um servidor público federal preso após operação da Polícia Federal que desbaratou quadrilha acusada de fraudar concursos públicos fornecendo aos candidatos a “cola eletrônica”. A defesa alegou constrangimento ilegal por suposta falta de justa causa para a Ação Penal que tramita na 3ª Vara Federal de Santos. De acordo com Toffoli, a análise do Habeas Corpus, neste momento, configuraria dupla supressão de instância. Continue lendo

ENCONTRO DEBATE SAÚDE DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL

Brasília, 14/3/2011 – Dentro de algum tempo, todos os servidores federais em atividade – cerca 570 mil – terão um prontuário eletrônico com informações completas e on-line de sua saúde, do ingresso à aposentadoria. A rede informatizada está sendo montada pelo Departamento de Saúde, Previdência e Benefícios do Servidor, órgao da Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento (Desap/SRH/MP). Ela permitirá ao gestor ver todo o histórico do servidor – afastamentos, perícias médicas, resultados dos exames periódicos etc. Com isso será possível, por exemplo, Continue lendo

Luiz Werneck Vianna diz que acabou monopólio político de Lula

Acabou o monopólio da política estabelecido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirma o sociólogo Luiz Werneck Vianna. Autor de livros como “Liberalismo e Sindicato no Brasil”, Vianna vê no endurecimento da presidente Dilma Rousseff com as centrais sindicais um sinal de que o novo governo, constrangido pelas circunstâncias, promove uma “limpeza do Estado”. O resultado, diz ele, é que os conflitos são retirados do Estado e devolvidos à sociedade, onde podem ser processados democraticamente. Para ele, o governo Dilma representa o momento mais Continue lendo

Órfãos dos concursos

 Conheça o drama de centenas de pessoas que, depois de muito estudo, foram aprovadas para um cargo público, mas não terão o emprego por causa do corte orçamentário O economista Roberto Pereira Alves pediu demissão da empresa na qual trabalhava em Manaus, em outubro do ano passado, para se habilitar ao curso de formação dos servidores da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Brasília. Era o último passo antes de assumir o cargo de analista, com salário superior a R$ 10 mil. Alugou uma Continue lendo