O Analista-Tributário Roque Luiz Wandenkolk participou do Programa Internacional de Seminários em Governabilidade, Gerência Política e Gestão Pública

roque1O Analista-Tributário Roque Luiz Wandenkolk participou do Programa Internacional de Seminários em Governabilidade, Gerência Política e Gestão Pública oferecido pela Fundação Getúlio Vargas(FGV), em convênio com o Banco de Desenvolvimento da América Latina( CAF) e a The George Washington University(GWU).

O Programa Internacional de Seminários em Governabilidade, Gerência Política e Gestão Pública iniciou-se em abril de 2016, com uma grade curricular delineada pela The George Washington University e foi concluído em 30/07/2016 com a apresentação de projetos específicos de interesse estratégico do Banco de Desenvolvimento da América Latina(CAF). Veja o link: http://fgvnoticias.fgv.br/pt-br/noticia/fgv-inicia-programa-internacional-de-seminarios

Veja também: http://fgvnoticias.fgv.br/pt-br/noticia/fgv-e-pioneira-no-brasil-e-ingressa-no-programa-de-governabilidade-gerencia-politica-e

Na opinião do Analista-Tributário, a gestão pública eficiente é um instrumento deroque2 solução da crise econômica e fiscal por que passam inúmeros municípios brasileiros que apresentam desequilíbrios orçamentários, com baixos níveis de emprego, renda e desenvolvimento humano, considerando pirâmides etárias diferenciadas, com grande população de jovens ou de idosos, que modificam as estratégias de atuação e implementação das políticas públicas.

Esse conjunto de problemas impedem que os municípios brasileiros sigam uma trajetória econômica sustentável, com nível de arrecadação tributária abaixo do necessário para o exercício saudável de suas finanças públicas, desenvolvimento de sua população economicamente ativa e expectativas de superação da crise fiscal.

Roque Luiz Wandenkolk afirma que seu projeto tem a pretensão de equilibrar as contas públicas de municípios por meio de técnicas que visam à formalização da população economicamente ativa no Simples Nacional e no Microempreendedor Individual (MEI), além de promover a transparência e accountability em cursos EAD para o corpo de funcionários da Administração Pública Municipal, eliminando gastos, despesas e desperdícios, além de combater fraudes conhecidas e comuns.

Em outra frente de ação, propõe a reestruturação da Administração Pública Tributária municipal visando ao aumento da arrecadação de maneira eficiente e sustentável, de acordo com os preceitos de organizações internacionais, tais como o Banco Mundial, o FMI, a OCDE, a ONU e o CIAT, que indicam que uma administração tributária moderna e eficiente deve ser simples, ágil em responder às demandas dos contribuintes, flexível, orientadora, além de investir na arrecadação espontânea.

Acredita, ainda que, em razão das novas tecnologias de informação, as quais transformaram completamente as relações de trabalho e as estruturas de arrecadação, houve um deslocamento importante da fiscalização para a análise de dados produzidos em massa.(Big Data), o que demanda a criação de equipes multiprofissionais no âmbito da RFB, assim como é no exterior. Esse é novo caminho e o novo modelo de qualquer Administração Tributária que se pretenda moderna e eficiente.

Roque Luiz Wandenkolk, participou, ainda, do Programa Minerva (2010/2012), nos Estados Unidos, em Washington D.C. e fez mestrado em Política de Desenvolvimento na Coreia do Sul, em Seul(2013/2014). Veja os links: http://www.atrfb.org.br/blog/?p=857 e http://www.atrfb.org.br/blog/?p=3463

1 comentário


  1. Esse é o cara. Quem conhece, sabe da capacidade e das boas idéias que ele tem pra resolver o conflito entre os cargos e maximizar a eficiência da gestão tributária dentro desse balaio de loucos em que as supostas “otoridades” tributárias transformaram a receita…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *